Tolerância para com os erros alheios

Ó DEUS!

Faze-me tolerante para com os erros dos outros. Às vezes, quando menos espero, estou acusando ao que erra. Isso acontece no lar, no trabalho, na rua.

Sofrem os meus parentes, amigos, e desconhecidos.
Destes últimos, então, não tolero a menor falha.

Quando assim procedo, saio prejudicado, revoluciono o cérebro, faço o coração bater descompassado e jogo uma carga negativa sobre os nervos.
Para corrigir-me, quero, daqui pra frente, pensar antes de emitir juízo.

Na hora exata, lembrar-me-ei deste compromisso e evitarei o descontrole emocional.

Entendo que todas as pessoas são como eu, que têm defeitos e virtudes e que não gostam de ver seus defeitos ressaltados e intolerados.
Diante do erro alheio serei paciente e não deixarei que as ondas do nervosismo e da impaciência tomem conta de mim.
Obrigado! Obrigado!

Extraída do Livro: Preces do Coração
Lourival Lopes

About Maria de Lourdes

O trabalho poupa-nos de três grandes males: tédio, vício e necessidade.
Voltaire

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.