Redes Sociais

domingo, 4 de agosto de 2013

# mensagem # Morel Felipe wilkon

Mania de reclamação!

As coisas são como nós as vemos...
Você conhece alguém com mania de reclamação? Se você observar as pessoas bem sucedidas, em qualquer área de atuação, irá constatar que raramente elas reclamam de alguma coisa. As pessoas que se destacam por sua inteligência, por sua importância, por suas atividades, pela seriedade com que se dedicam ao que fazem, as pessoas que você pode considerar boas, são pessoas que não costumam reclamar.
Quem é que reclama? Quem é que acha tudo ruim, tudo difícil, tudo injusto e cansativo? É quem menos faz. Quem mais reclama é quem menos faz por si. É um duplo engano, pois um erro alimenta o outro. A falta de ação positiva provoca a sensação de impotência que leva à reclamação. A reclamação continuada forma o clima propício para a insegurança e a revolta, que mais e mais dificultam a ação.
Quem vive reclamando se habitua a isso, e defende esse péssimo hábito como um direito perante as supostas mazelas da vida. De tão viciados em reclamar, consideram a reclamação um desabafo, acreditam que precisam reclamar, fazer do desabafo uma válvula de escape para a “pressão” do dia-a-dia.
Não percebem que é o próprio costume de reclamar que cria a pressão. A pressão formada em suas mentes pela prática reiterada da reclamação tende a aumentar cada vez mais, num círculo vicioso de desalento e revolta com a vida, como se tudo fosse amargo, trabalhoso, complicado.
Esse mecanismo auto alimentador é semelhante ao que ocorre com o fumante. O fumante diz que precisa fumar pra relaxar ou pra se concentrar. Pensa que o cigarro o ajuda a relaxar quando está ansioso ou a concentrar-se quando está dispersivo. O que o fumante não nota é que é a abstinência da nicotina que causa a ansiedade ou a falta de concentração. O pseudo auxílio proporcionado pelo cigarro é para combater males causados por ele mesmo…
Ninguém precisa passar a vida reclamando de tudo e de todos pra desabafar. Se agradecer pelas oportunidades de aprendizado que a Vida nos oferece todos os dias, os motivos pra reclamar já diminuem para menos da metade.
Em vez de reclamar, aja! O Universo é ação. O maior ensinamento que nos foi dado, o Evangelho de Jesus, é pura ação, é verbo e mais verbo! Nada se conquista sem ação. Se as coisas não estão boas temos que trabalhar para mudá-las; se nossa visão sobre as pessoas, a vida, o mundo, as coisas, não está boa, temos que alterar nossa visão.
É comum vermos pessoas reclamando no trânsito, nos restaurantes, na fila do banco, no caixa do supermercado. Além de estarem constantemente reafirmando a si mesmas os aspectos negativos que vêem em tudo, estão estragando o dia de outras pessoas com seu azedume e revolta.
Se quisermos, veremos motivos para reclamar de quase tudo. Mas também podemos ver motivos para enaltecer e agradecer a essas mesmas coisas. Tudo depende do modo como queremos ver as coisas. Meio copo com água pode ser considerado meio vazio ou meio cheio, conforme quem o vê.
O método mais eficaz de direcionar o pensamento positivamente á a oração. E a oração mais prática e eficaz é o agradecimento. A gratidão desperta o que temos de melhor dentro de nós. Nos percebemos como pessoas melhores, mais íntegras e puras quando somos gratos. Há motivos de sobra para agradecermos, todos os dias.
Mesmo nos dias de maior dificuldade temos muito a agradecer. Grandes lições se oferecem para nós nos momentos difíceis. Claro que nessas horas não conseguimos sorrir, não conseguimos ser agradáveis. Mas podemos nos esforçar intimamente para aproveitarmos o ensinamento que a Vida nos proporciona e aguardarmos com paciência e cautela a tempestade passar.

Autor: Morel Felipe Wilkon

Um comentário:

Beth Muniz disse...

Parece que esta mania está se tornando um epidemia.
As pessoas valorizam mais o que desejam, e menos o que conquistaram.
É a famosa visão do 'ter' em lugar do ser'.
Triste!

Follow Us @soratemplates