mensagem

Orgulho

Há pessoas cujo orgulho é tão acentuado que, para se molestarem e se irritarem, basta que se faça ligeira referência às qualidades e aos méritos de terceiros.

O orgulho é a maior pedra de tropeço que embaraça a entrada no reino de Deus. Daí porque Jesus disse, no sermão do monte: Bem-aventurados os humildes de espírito (não se trata de humildes de haveres, de posição, de linhagem, de profissões, etc., mas de humildes de espírito, isto é, de coração), porque deles é o reino dos céus.

O homem orgulha-se de tudo: do seu dinheiro, do seu saber, da sua posição, de sua linhagem, das suas qualidades, dos seus defeitos, das suas ascensões, das suas quedas, até mesmo da sua ignorância, maldade e loucura.

Certamente por isso é que Alexandre Herculano teve esta exclamação: Orgulho humano! Que serás tu mais: estúpido, feroz ou ridículo?

Não é a pobreza, nem a enfermidade, nem a fome, nem a nudez que mais têm ocasionado sofrimentos na Terra; é o orgulho, sob suas várias e multiformes modalidades.

O primeiro sangue que ensopou a Terra foi o de Abel, assassinado por seu próprio irmao. Qual a causa que determinou esse homicídio? O orgulho ferido. Como ao primeiro fratricida, o orgulho vem armando o braço criminoso de todos os Cains, em todos os tempos, sob todos os pretextos.

Falamos em orgulho ferido. Já se viu, acaso, algum orgulho satisfeito? Não é verdade que o orgulho está sempre ferido? Haverá algo mais delicado, mais sutil, mais melindroso, mais tênue e suscetível que o orgulho? Nem o floco de neve, nem a lírio pulcro, nem a pura açucena, nem a camélia branca são tão suscetíveis.

Uma palavra uma interjeição, uma tonalidade de voz, um gesto, um olhar é bastante para melindrar o orgulho.

Mas, que dizemos nós? Para feri-lo, basta, às vezes, o próprio silêncio!

Autor: Vinicius
Do Livro: Em Torno do Mestre

About Maria de Lourdes

O trabalho poupa-nos de três grandes males: tédio, vício e necessidade.
Voltaire

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.