Não te esqueças da 'Boa Parte' que existe em todas as criaturas e em todas as coisas. Quem procura a “boa parte” e nela se detém, recolhe no campo da vida o tesouro espiritual que jamais lhe será roubado. Livro Fonte Viva

A cólera: como lidar, segundo o espiritismo?


A cólera está ligada diretamente ao orgulho. Ela poderá se manifestar quando sentimos maiores que os nossos irmãos e não conseguirmos lidar com algo que nos irrita profundamente. 

Esse sentimento é uma consequência, quase sempre, do orgulho ferido. Existem pessoas que acreditam na falsa premissa de que todos devem ceder aos nossos caprichos.

Os espíritos de luz alertam, no “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, que se víssemos esses comportamentos destrutivos e fora de controle a distância, nos sentiríamos “ridículos” ou mesmo ficaríamos com medo de nós mesmos.

Se você está enfurecido, pode explodir e atacar os outros, o que arruinará seus relacionamentos profissionais e pessoais. Maturidade espiritual élidar com a cólera de forma a encontrar saídas saudáveis ​​para sua raiva.

Saber vibrar boas energias, canalizando altas frequências para neutralizar o problema é uma boa saída. Desta forma, você receberá apoio dos espíritos de luz e até dos encarnados. Acredite, quando estamos em elevação, tudo conspira para a conclusão positiva de qualquer situação.


A cólera: como resolver?

Os espíritos de luz disseram no Evangelho que vibrar cólera apenas lhe trará doenças e mal estar. Devemos reconhecer que sentimentos ruins só farão de nós cada vez mais infelizes e não resolverão o desafio em questão. Além disso, todos ao nosso redor serão afetados negativamente.

Os acessos de fúria, principalmente, com aqueles que amamos, são pesares que deploram toda uma encarnação. Não queremos isso, certo? Então, devemos dominar a cólera para cumprir a caridade e humildade cristãs.


Quando cometemos um ato de cólera, não adianta somente se desculpar, mas sim assumir a responsabilidade de se confessar culpado e se dispor a mudar de verdade. Um corpo que tem a cólera como seu guia está ligado a esse “vício”. “Todas as virtudes e todos os vícios são inerentes ao espírito”, ressalta o Evangelho.

Assumamos a responsabilidade por nossas emoções. Quando modificamos o espírito, o corpo responde com vontade firme. Tudo contribui para o progresso. As modificações que fazemos com a reforma íntima sempre corrigirá qualquer comportamento agressivo.

“O homem não se conserva vicioso, senão porque quer permanecer vicioso”.  Tomemos o cálice da benevolência e do amor ao próximo, assim como o mestre Jesus nos ensinou.

Perdoa agora, hoje e amanhã, incondicionalmente. Recorda que todas as criaturas trazem consigo as imperfeições e fraquezas que lhe são peculiares, tanto quanto, ainda desajustados, trazemos também as nossas”, diz o médium, Chico Xavier.

Por Leticia Lopes.


  

QUERO LER O POST COMPLETO

A prece de Cerinto



Cerinto

Quantos venham a ler a mensagem constante deste capítulo, decerto nem de longe experimentarão a surpresa de nosso grupo, em cuja a intimidade Cerinto, o amigo espiritual que no-la transmitiu, caminhou, pouco a pouco da sombra para a luz.

A princípio era um Espírito atrabiliário e revoltado, chegando mesmo a orientar vastas falanges de irmãos conturbados e infelizes, ainda enquistados na ignorância.

Discutia acerbamente. Criticava. Blasfemava.

De nossos entendimentos difíceis, manda a caridade que nos detenhamos no silêncio preciso.

Surgiu, porém, o dia em que a influência de nossos Benfeitores Espirituais se revelou plenamente vitoriosa.

Cerinto modificou-se e transferiu-se de plano mental, marchando agora ao nosso lado,sedento de renovação e luz como nós mesmos.

Foi por isso com imensa alegria que lhe registramos a comovente rogativa, por ele pronunciada em nossa reunião da noite de 24 de novembro de 1955.

Senhor de Infinita Bondade.

No santuário da oração, marco renovador do meu caminho, não Te peço por mim, Espírito endividado, para quem reservaste os tribunais de Tua Excelsa Justiça.

A Tua compaixão é como se fora o orvalho da esperança em minha noite moral, e isto basta, ao revel pecador que tenho sido.

Não Te peço, Senhor, pelos que choram.

Clamo por Teu amor e benefício dos que fazem as lágrimas.

Não Te venho pedir pelos que padecem.

Suplico-Te a bênção para todos aqueles que provocam sofrimento.

Não Te lembro os fracos da Terra.

Recordo-Te quantos se julgam poderosos e vencedores.

Não intercedo pelos que soluçam de fome.

Rogo-Te amor para os que lhes furtam o pão.

Senhor Todo-Bondoso!...

Não Te trago os que sangram de angústia.

Relaciono diante de Ti os que golpeiam e ferem.

Não Te peço pelos que sofrem injustiças.

Rogo-Te pelos empreiteiros do crime.

Não Te apresento os desprotegidos da sorte.

Sugiro Teu amparo aos que estendem a aflição e a miséria.

Não Te imploro mercê para as almas traídas.

Exorto-Te o socorro para os que tecem os fios envenenados da ingratidão.

Pai compassivo!...

Estende as mãos sobre os que vagueiam nas trevas...

Anula o pensamento insensato.

Cerra os lábios que induzem à tentação.

Paralisa os braços que apedrejam.

Detém os passos daqueles que distribuem a morte...

Ajuda-nos a todos nós, filhos do erro, porque somente assim, ó Deus piedoso e justo, poderemos edificar o paraíso do bem com todos aqueles que já Te compreendem e obedecem, extinguindo o inferno daqueles que, como nós, se atiram desprevenidos, aos insanos torvelinhos do mal!...


DO LIVRO, VOZES DO GRANDE ALÉM

FRANCISCO CANDIDO XAVIER

ESPIRITOS DIVERSOS

QUERO LER O POST COMPLETO

Você Tem



Quando alguém o busca com frio, é porque você tem o cobertor.
Se a tristeza empurra alguém para perto de você, é porque você tem o sorriso.
Se alguém chega com lágrimas, é porque você tem o lenço.
Se a dor impulsiona alguém em sua direção, é porque você tem o curativo.
Quando alguém se acerca com fome, é porque você tem o alimento.
E se o desânimo lhe aproxima um ser, é porque você tem o estímulo necessário.
Quando alguém chega em desespero, é porque você tem a serenidade.
Se alguém foge do tumulto e lhe busca a presença, é porque você tem a tranquilidade.
Quando alguém o procura com medo, é porque você tem a segurança.
Quando vem ao seu encontro um coração aflito, é porque você tem a calma.
E se alguém o busca com palavras, é porque você tem a capacidade de ouvir.
Quando lhe chega uma alma em conflitos, é porque você tem a temperança.
Se alguém se aproxima com ódio, é porque você tem o amor.
Se alguém lhe confidencia segredos, é porque você possui a discrição.
Se a mágoa lhe traz alguém, é porque você tem o perdão. Se lhe apresentam a fantasia, é     porque você tem a realidade.
Quando lhe trazem versos, é porque você tem a melodia.
Quando lhe estendem as mãos sangrando, é porque você tem o remédio.
Quando alguém lhe chega com a indecisão, é porque você conhece o rumo certo.
Quando alguém lhe chega com carências, é porque você tem a ternura.
E se alguém o busca com dúvidas, é porque você tem a fé.
Quando alguém se aproxima com passos vacilantes, é porque você tem a firmeza.
Se alguém se apresenta com a vontade paralisada, é porque você tem o dinamismo.
Quando alguém chega com a mente confusa, é porque você tem a lucidez.
E se alguém se aproxima com os braços abertos, é porque você tem o abraço.
E, por fim, quando alguém lhe apresenta um frasco vazio, é porque você tem o perfume.
Por todas essas razões, nunca deixe alguém que o busca partir sem uma resposta, pois ninguém chega até você por acaso.
Ainda que você pense que nada possui para oferecer, isso não é verdade. Se alguém lhe apresenta uma necessidade qualquer, mesmo que velada, é porque você tem algo para oferecer.
*   *   *
De tudo o que Deus criou e que existe no mundo, o mais importante está dentro de você.
São as suas virtudes de esperança, otimismo, coragem, confiança e amor.
Essas qualidades devem brilhar para fazer a sua vida diferente.
Do desabrochar dessas virtudes latentes em seu íntimo, depende a felicidade de muitos.
Deixe-as fluir de dentro de você como um pássaro livre e perceberá que essa força divina espargirá paz ao seu redor, alcançando a todos aqueles que cruzam o seu caminho.
Redação do Momento Espírita.
Disponível no CD Momento Espírita, Coletânea v. 8/9
e no livro Momento Espírita, v. 5, ed. FEP.
Em 6.1.2020.




Imagem de JacLou DL por Pixabay
QUERO LER O POST COMPLETO

Lágrimas


"Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei." - Jesus. (MATEUS, capítulo 11, versículo 28.)

Ninguém como Cristo espalhou na Terra tanta alegria e fortaleza de ânimo. Reconhecendo isso, muitos discípulos amontoam argumentos contra a lágrima e abominam as expressões de sofrimento.

O Paraíso já estaria na Terra se ninguém tivesse razões para chorar. Considerando assim, Jesus, que era o Mestre da confiança e do otimismo, chamava ao seu coração todos os que estivessem cansados e oprimidos sob o peso de desenganos terrestres.

Não amaldiçoou os tristes: convocou-os à consolação.

Muita gente acredita na lágrima sintoma de fraqueza espiritual. 

No entanto, Maria soluçou no Calvário; Pedro lastimou-se, depois da negação; Paulo mergulhou-se em pranto às portas de Damasco; os primeiros cristãos choraram nos circos de martírio... mas, nenhum deles derramou lágrimas sem esperança. 

Prantearam e seguiram o caminho do Senhor, sofreram e anunciaram a Boa Nova da Redenção, padeceram e morreram leais na confiança suprema.

O cansaço experimentado por amor ao Cristo converte-se em fortaleza, as cadeias levadas ao seu olhar magnânimo transformam-se em laços divinos de salvação.

Caracterizam-se as lágrimas através de origens específicas. Quando nascem da dor sincera e construtiva, são filtros de redenção e vida; no entanto, se procedem do desespero, são venenos mortais.

Francisco Cândido Xavier. Caminho, Verdade e Vida. 
Pelo Espírito Emmanuel.
QUERO LER O POST COMPLETO

Carta de Ano Bom



Entre um ano que se vai
E outro que se inicia,
Há sempre nova esperança,
Promessas de Novo Dia...

Considera, meu amigo,
Nesse pequeno intervalo,
Todo o tempo que perdeste
Sem saber aproveitá-lo.

Se o ano que se passou
Foi de amargura sombria,
Nosso Pai Nunca está pobre
Do pão de luz da alegria.

Pensa que o céu não esquece
A mais ínfima criatura,
E espera resignado
O teu quinhão de ventura.

Considera, sobretudo
Que precisas, doravante,
Encher de luz todo o tempo
Da bênção de cada instante.

Sê na oficina do mundo
O mais perfeito aprendiz,
Pois somente no trabalho
Teu ano será feliz.

Não esperes recompensas
Dos bens da vida terrestre,
Mas, volve toda a esperança
À paz do Divino Mestre.

Nas lutas, nunca te esqueças
Deste conceito profundo:
O reino da luz de Cristo
Não reside neste mundo.

Não olhes faltas alheias,
Não julgues o teu irmão,
Vive apenas no trabalho
De tua renovação.

Quem se esforça de verdade
Sabe a prática do bem,
Conhece os próprios deveres
Sem censurar a ninguém.

Ano Novo!... Pede ao Céu
Que te proteja o trabalho,
Que te conceda na fé
O mais sublime agasalho.

Ano Bom!... Deus te abençoe
No esforço que te conduz
Das sombras tristes da Terra
Para as bênçãos de Jesus.

Francisco Cândido Xavier.
Cartas do Evangelho.
Pelo Espírito Casimiro Cunha. LAKE.



Imagem de Susan Cipriano por Pixabay
QUERO LER O POST COMPLETO

A Cólera




A cólera apresenta dez negativas complexas que induzem a melhor das criaturas à pior das frustrações:

1. Não resolve. Agrava

2. Não resgata. Complica

3. Não ilumina. Escurece

4. Não reúne. Separa

5. Não ajuda. Prejudica

6. Não equilibra. Desajusta

7. Não reconforta. Envenena

8. Não favorece. Dificulta

9. Não abençoa. Maldiz

10. Não edifica. Destrói

Evite a cólera como quem foge ao contato destruidor de alta tensão.

Mas se você amanhece de mau humor, antes que o flagelo se instale de todo na sua cabeça e na sua voz, comece o dia  rogando à Divina Bondade o socorro providencial de uma laringite.

Livro: "O Espírito da Verdade" - EDIÇÃO FEB
Espírito: ANDRÉ LUIZ
Médium: Francisco Cândido Xavier
QUERO LER O POST COMPLETO